Energia Geotérmica: Guia básico

Entender como funciona a energia geotérmica é, também, compreender um pouco mais sobre a geologia de nosso planeta, e – de quebra – conhecer uma opção de geração elétrica limpa, interessante para diversos países e que não esgota os recursos naturais dos quais depende.

Como todos aprendem na escola, o planeta Terra já foi uma bola incandescente de magma que começou a gerar uma crosta sobre ele próprio à medida que resfriou, isolando todo este magma em seu interior. Existem, no entanto, alguns vazamentos deste magma que ficam reservados um pouco mais próximos à crosta terrestre.

A energia geotérmica é a forma de geração que aproveita a disponibilidade deste material incandescente, convertendo seu calor indiretamente em energia elétrica. Saiba como isso acontece, e quais são as principais características da energia geotérmica:

energia-geotermica

Como funciona?

De maneira geral, a energia geotérmica é gerada de forma indireta, com o aquecimento hídrico. Isso quer dizer que água fria é introduzida em sistemas muito próximos ao magma terrestre, e ela é rapidamente transformada em vapor em alta pressão (e, portanto, alta velocidade).

Este vapor segue o ciclo do sistema até a usina propriamente dita, onde passa rapidamente pelas turbinas, cujo movimento gera a energia mecânica que é convertida em energia elétrica pelo gerador.

Alguns sistemas reutilizam o vapor para a reintrodução no ciclo de geração, enquanto outros o liberam no ambiente. Em nenhum dos casos, a poluição gerada pela usina é significativa – especialmente se comparado com a geração de energia de usinas tradicionais, como as que consomem recursos naturais.

Principais vantagens

A principal vantagem de uma usina de energia geotérmica é a emissão praticamente inexistente de gás carbônico ou poluentes equivalentes, que são o maior problema de usinas tradicionais. Isso permite a geração de energia limpa e pouco agressiva ao ambiente.

Além disso, a área exigida para a implementação de uma usina de energia geotérmica é pequena, em comparação a outras usinas. Embora não apresente as vantagens de espaço que existem, por exemplo, em fazendas eólicas, ainda é uma área muito menor em comparação a usinas hidrelétricas ou de combustão de recursos minerais.

Em comunidades isoladas que possuam as características geológicas favoráveis, a geração de energia geotérmica pode ser uma ótima opção. Ela não apresenta os problemas de dependência de fatores externos que existem em muitas formas alternativas de energia – como a energia solar em relação ao sol, e a eólica em relação ao ar.

Desvantagens

A maior desvantagem em relação à instalação do aproveitamento de energia geotérmica está em seu custo. Comparado a diversos outros tipos de energia, seu custo de instalação e manutenção é muito alto, e sua eficiência é baixa – grandes quantidades de energia exigiriam investimentos gigantescos. Sua manutenção deve ser cuidadosa, para evitar ao máximo que haja acidentes ou o esgotamento de uma área geotérmica.

Além disso, há algumas influências ambientais na região do seu entorno. Se sua eficiência (que é a capacidade de converter a energia geotérmica existente em energia elétrica) é baixa, isso significa que muito calor é solto no ambiente, o que pode afetar diversos aspectos da comunidade que vive ao redor das instalações da usina.

Talvez você também goste dos artigos abaixo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *