Energia Eólica: Guia básico

A energia eólica é uma das mais limpas e pouco agressivas que existem no planeta, e – ao mesmo tempo – uma das menos utilizadas, de acordo com seu potencial.

Embora não seja uma fonte de energia perfeita, especialmente em função da dependência do vento, é uma boa aposta para o futuro, tanto em grandes sistemas de geração, quanto em sistemas residenciais de geração autônoma de energia (os chamados microgeradores eólicos).

Conheça as principais características da energia eólica, como funcionam os geradores e quais são as vantagens e desvantagens deste tipo de produção energética:

energia-eolica

Como funciona?

De maneira geral e resumida, os geradores de energia eólica funcionam primariamente através de pás, que recebem a força do vento, gerando energia cinética enquanto giram. A energia cinética gerada pela pá é transformada, por um rotor, em energia mecânica que é a responsável direta por ativar o gerador de energia, que é o equipamento que introduz energia elétrica na rede.

Os grandes geradores ficam suspensos a dezenas de metros de altura – geralmente 50 metros – e podem possuir um sistema de redirecionamento das torres e pás para a direção que melhor aproveita o vento, no momento determinado.

Principais vantagens

Entre as principais vantagens da energia eólica, está a questão ambiental. Por não emitir poluentes no ar, é considerada a forma de energia mais limpa. Em comparação à energia solar, por exemplo – que também está entre as energias mais limpas – a eólica não possui a necessidade de extração de silício do solo para a fabricação de placas, que é uma atividade com significativo impacto ambiental.

Além disso, a energia eólica não inutiliza grandes áreas para sua instalação – como é o caso de hidrelétricas, que além de inutilizarem grandes áreas através da inundação, começam a decompor o material orgânico inundado, gerando grandes quantidades de metano, extremamente prejudicial para o meio ambiente.

Outro problema que a energia eólica resolve é a quantidade de matéria prima: como o vento é inesgotável, não há uma preocupação semelhante àquela que existe com os recursos naturais extraídos, onde há medo de que acabe o recurso, ou que seu preço aumente muito.

Os custos de manutenção também são baixos, se comparados aos custos de outras usinas, que exigem cuidados e tratamentos muito mais caros e complexosdo que uma fazenda de geração eólica.

Desvantagens

A principal desvantagem apontada em relação à energia eólica é sua dependência de condições climáticas ideias, que costumam variar bastante durante o ano e, até mesmo, durante os dias.

Isso torna a modalidade pouco indicada como uma fonte principal de energia de uma região, à medida que é suscetível a quedas significativas de produção por questões puramente climáticas.

Também há alguns tipos de impactos ambientais que, embora menos graves do que outros tipos de geração energética, são relevantes e desvantajosos: é muito comum que geradores eólicos matem grandes quantidades de pássaros que, acidentalmente, são pegos pelas pás dos geradores. Isso pode colocar as populações de pássaros em risco, o que é um grande problema em áreas de preservação.

Outro fator problemático é o grande ruído que alguns modelos de turbinas geram em equipamentos muito grandes, que pode diminuir significativamente a qualidade de vida de populações muito próximas, ou tornar a realocação dessas pessoas obrigatória.

Talvez você também goste dos artigos abaixo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *