Energia de Biomassa: Como funciona? Vantagens e desvantagens

Energia biomassa

A energia de biomassa é uma forma de produzir eletricidade através de fontes sustentáveis. A biomassa consiste em diversos tipos de dejetos produtos pela sociedade, que raramente possuem algum uso.

Quando utilizados como biomassa, estes dejetos transformam-se em combustível para produzir eletricidade de forma acessível. É, além disso, uma maneira bastante limpa de produção energética, considerando que todo este material teria algum tipo de impacto ao apodrecer.

Entenda mais sobre esta tecnologia, e de que forma poderíamos aproveitar nosso lixo para criar energia elétrica:

Tipos de biomassa

Há diversos tipos de biomassa disponíveis para serem transformados em combustível. Em geral, a maior parte dos dejetos orgânicos que produzimos podem ser convertidos em energia de biomassa.

É o caso das sobras da indústria de madeira e florestamento, assim como cascas grãos, folhas e galhos não aproveitados. Em uma indústria de arroz, por exemplo, toda a casca que não é utilizada pode transformar-se em energia.

Em alguns países com grande contingente populacional, alguns projetos estudam a possibilidade de utilizar dejetos humanos. Neste caso, os dejetos não necessariamente serviriam como combustível, mas como gerador de gás inflamável – este sim, utilizado como combustível.

Alguns outros materiais, como sobras de demolições e construções também são uma fonte de combustão capaz de gerar eletricidade.

Se a biomassa consiste na queima de produtos, como ela pode ser sustentável

Ao menos em um prazo significativo, a produção humana e industrial de lixo e sobras sempre existirá. Atualmente, considerando apenas indústrias que utilizam madeira e, para isso, precisam reflorestar a mesma área várias vezes, uma enorme parte das sobras não são utilizadas para praticamente nada.

Diversos tipos de árvores possuem rápido crescimento, o que torna o reflorestamento como base da energia de biomassa extremamente eficiente. Além disso, é bastante óbvio que o reflorestamento é menos danoso, em termos de sustentabilidade do que a queima de combustíveis fósseis.

Por mais improvável que pareça, a queima de combustíveis fósseis ainda é largamente utilizada pelo mundo.

Vantagens da energia de biomassa

A primeira grande vantagem desta fonte energética está no fato de ser neutra na produção de carbono. Isso significa que o fato de queimar este combustível orgânico não é necessariamente prejudicial.

É verdade que toda combustão gera carbono, mas é necessário considerar que este material orgânico estaria produzindo níveis de carbono equivalentes muito mais danosos para o ambiente, enquanto apodreceria sem uso.

Além disso, por ser essencialmente ecológica e renovável, este tipo de tecnologia recebe grandes investimentos na redução de gases emitidos. A biomassa torna-se cada vez mais limpa, em comparação a energias mais baratas, baseadas no uso de combustíveis fósseis.

Desafios da energia de biomassa

Apesar dos inúmeros aspectos positivos desta tecnologia, ainda é necessário reconhecer uma série de fraquezas que ela apresenta. Entre elas, seu custo elevado provavelmente é o que merece maior destaque.

Por tratar-se de uma tecnologia nova, sua produtividade ainda encontra-se isolada em determinadas iniciativas. No Brasil, por exemplo, boa parte do uso de biomassa ocorre em função de incentivos governamentais.

Isso torna sua produção cara de diversas formas, tanto para a iniciativa privada, quanto para a sociedade – muito embora, a longo prazo, seu uso represente um ganho imensurável.

Talvez você também goste dos artigos abaixo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *