Saiba como ler o medidor de energia da sua casa

Relógio de energia eletrica

Uma série de números sequenciais que não dizem muita coisa para você e, eventualmente, convertem-se em uma conta de luz. Ler o medidor de energia da sua casa pode parecer uma grande dificuldade, mas o processo de medição é bastante simples, na prática.

Mais do que interessante para matar a curiosidade, saber ler o medidor de energia da sua casa possui funções práticas. É necessário ter em mente que, em muitas cidades, a medição ainda é feita com um agente que confere mensalmente os números demonstrados no medidor.

Algumas vezes, é possível que o agente enxergue erroneamente, ou simplesmente engane-se na hora de estabelecer o número registrado. Quando isso ocorre, sua conta de energia pode vir com o valor enganado, cobrando a mais pelo seu consumo. Sabendo-se ler o medidor de energia da sua casa, você pode defender seu bolso destes enganos, garantindo pagar apenas pelo que consome.

Saiba como fazer este procedimento, quais são os diferentes tipos de medidores, e quais cuidados são essenciais para fazê-lo em segurança:

Os diferentes tipos de medidores

Atualmente, utiliza-se basicamente três tipos diferentes de medidores diferentes. Cada um possui seu próprio método de funcionamento, mas a regra geral é basicamente idêntica para os três.

Em todas as medições, o valor que importa é o resultado da sua medição atual subtraído da medição anterior. Ou seja: o consumo de um mês de abril equivale ao número registrado no último dia do mês de abril menos o número registrado no último dia do mês de março. Este é o valor do consumo mensal – medição atual menos medição anterior.

Saiba como funcionam:

Medidor eletrônico ou digital

O medidor digital é, certamente, o mais avançado e mais fácil de ler. Para isso, basta que você encontre os números apresentados na tela. Neste aparelho, não há ponteiros ou mecanismos analógicos: o número apresentado na tela é o que você utilizará no cálculo. Basta manter registro mensal do consumo.

Em alguns locais, há planejamento para que o medidor eletrônico envie digitalmente os dados de consumo para a concessionária. Nestes casos, as medições enganadas são mais raras, o que garante mais segurança ao consumidor.

Medidor ciclômetro

Essa é a tecnologia intermediária e mais utilizada no país, atualmente. O ciclômetro é o mesmo dispositivo que media a quilometragem de sua bicicleta, caso você o tivesse instalado no equipamento. Trata-se de um conjunto de quatro ou cinco rodas com algarismos de 0 a 9, que demonstram o consumo da mesma maneira que o medidor digital.

A diferença é que, em vez de números em uma tela digital, o número final é apresentado através do estado atual desdes cilindros. O procedimento para ler o medidor de energia da sua casa, caso seja um ciclômetro, é essencialmente o mesmo a ser feito no caso de um medidor digital. Basta subtrair o número anterior do número atual para saber a quantidade consumida.

Medidor de ponteiros

Este é, certamente, o tipo mais difícil de ser lido. O medidor de ponteiros possui – em vez de quatro ou cinco rodas com algarismos – quatro ou cinco ponteiros. Eles giram em sentido horário e anti-horário indicando o estado de 0 a 9 no círculo ao ser redor.

Para fazer a leitura, basta anotar os números apontados por cada ponteiro sequencialmente, da esquerda para a direita. Quando um ponteiro estiver no meio de dois números, considere sempre o menor valor, pois a transição ainda não está completa.

Cuidados necessários para uma medição segura

Em geral, ler o medidor de energia da sua casa não é um procedimento arriscado. Todo cuidado, no entanto, é necessário, quando o assunto é energia elétrica. Não aproxime-se mais do que o necessário do equipamento e não tente fazer nenhum procedimento além de simplesmente ler os números determinados no aparelho.

Não encoste em fios ou partes expostas. Se possível realizar a leitura sem entrar em contato com o dispositivo, você estará em situação mais segura. Jamais envolva crianças no processo, mesmo que apenas para ler o medidor.

Talvez você também goste dos artigos abaixo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *